Carregando...

Alerta!

logo No Paraná, 53,1% das cidades não têm notícias - Notícias - AN Notícias No Paraná, 53,1% das cidades não têm notícias - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 22 de Janeiro de 2020

SAIBA MAIS

Dia de São Vicente - Dia de Santo Anastácio -
13/12/2019 07h02

No Paraná, 53,1% das cidades não têm notíciasEm todo o País, 62,6% dos municípios brasileiros onde vivem 37,4 milhões de pessoas estão nessa condição

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Das 399 cidades paranaenses, 212, ou 53,1% vivem em um “deserto de notícias”, pois não contam com nenhum veículo local de comunicação, segundo levantamento do Atlas da Notícia divulgado ontem. Isso significa que em mais da metade das cidades do Estado não há jornais, emissoras de rádio e televisão ou veículos online que façam a cobertura jornalística local, por exemplo, das eleições para prefeito e vereador no ano que vem. Segundo o Atlas, o Paraná conta atualmente com 298 jornais impressos, 382 veículos online, 369 emissoras de rádio e 84 de televisão. As informações são do Bem Paraná/Estadão.

 

Em todo o País, 62,6% dos municípios brasileiros onde vivem 37,4 milhões de pessoas estão nessa condição. As regiões Nordeste (73,5% dos municípios) e Norte (71,8%) são as com maior proporção de “desertos”. Tocantins (89,2%), Rio Grande do Norte (85,6%), Piauí (83%) e Paraíba (81,6%) são os estados com maior proporção de cidades nessa situação.

Ainda de acordo com o levantamento, outros 19,2% dos municípios são “quase desertos”, pois têm apenas um ou dois veículos jornalísticos. Essas cidades possuem uma população de 27,5 milhões de pessoas, segundo a pesquisa do Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor). Ao todo, 64,8 milhões de brasileiros – ou 31% da população País – vivem em cidades com nenhuma ou pouca cobertura jornalística sobre as ações dos políticos locais para as eleições do ano que vem.

O projeto teve apoio de 193 colaboradores e de 22 escolas de jornalismo, além da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom). O financiamento é do Facebook Journalism Project.

Fonte: AN Notícias com Blog Fábio Campana

Galeria de Imagens