Carregando...

Alerta!

logo O que Ratinho vai tentar “vender” do Paraná em Nova York - Notícias - AN Notícias O que Ratinho vai tentar “vender” do Paraná em Nova York - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 23 de Agosto de 2019

SAIBA MAIS

Dia da Injustiça - Dia do Aviador Naval e Dia do Patrulheiro Policial -
15/07/2019 04h01

O que Ratinho vai tentar “vender” do Paraná em Nova YorkRatinho quer a venda da Copel Telecom e da Compagás e a nova concessão das rodovias do estado

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O governador Ratinho Junior (PSD) embarcou neste sábado (13) para Nova York onde cumpre uma série de agendas até a quinta-feira (18). Um desses eventos será o Paraná Day, que está em sua terceira edição e tem o objetivo de atrair investimentos para o estado. Na última edição, realizada no mês de maio, em Brasília, as três maiores oportunidades apresentadas pelo governo a investidores foram a venda da Copel Telecom e da Compagás e a nova concessão das rodovias do estado.

 

Esses três projetos também devem ser prioridades no encontro que acontecerá na sede da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. O governo espera contar com a presença de cerca de 200 pessoas no evento organizado em parceria com o Banco do Brasil.

A equipe de Ratinho tem grandes expectativas sobre a venda do braço de telecom da Copel por acreditar que esse é o último grande ativo de telecomunicações do país. O processo de privatização pode acontecer ainda em 2019 e a venda acontece porque a atual gestão determinou que a estatal concentre sua atuação em seu negócio original, geração e distribuição de energia elétrica, e direcione seus investimentos ao estado do Paraná.

Outro projeto de interesse é a venda da Compagás, estatal de gás natural cuja privatização ficou mais atrativa para o mercado com a nova política econômica do governo federal que prevê o fim do monopólio da Petrobrás no setor.

Uma novidade que não foi explorada nas outras duas edições do Paraná Day e será levada para Nova York é a terceirização da gestão de presídios. O governador já declarou a intenção de passar à iniciativa privada o controle dos estabelecimentos prisionais e a expertise dos americanos no tema pode ensejar novas oportunidades para o governo.

Fonte: AN Notícias com Gazeta do Povo

Galeria de Imagens