Carregando...

Alerta!

logo Previdência do Estado prevê 65 anos para homens e 62 para mulheres - Notícias - AN Notícias Previdência do Estado prevê 65 anos para homens e 62 para mulheres - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 12 de Dezembro de 2019

SAIBA MAIS

Aniversário de Belo Horizonte - Dia da Bíblia - Dia de Nossa Senhora de Guadalupe Dia de Santa Dionísia -
20/11/2019 06h03

Previdência do Estado prevê 65 anos para homens e 62 para mulheresDe acordo com o Governo, o objetivo das mudanças é garantir a sustentabilidade do atual sistema previdenciário paranaense

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Depois da via crucis nacional sobre a reforma da Previdência, agora começa o calvário no Paraná, onde a Assembleia Legislativa discute a proposto do Executivo para mudar a Previdência estadual. As propostas estabelecem que os servidores do Estado passarão a ter idade mínima (homens, 65 anos; mulheres, 62) e pelo menos 25 anos de tempo de contribuição para aposentadoria. O relator dos projetos é o líder do Governo na Alep, deputado Hussein Bakri.

De acordo com o Governo, o objetivo das mudanças é garantir a sustentabilidade do atual sistema previdenciário paranaense, permitindo “a construção de um modelo que fortaleça o desenvolvimento no futuro”.

Estimativas da administração estadual apontam que o número de servidores aposentados vai superar o pessoal da ativa até 2022. A projeção indica que nos próximos três anos, o volume de benefícios pagos – aposentadorias e pensões – vai ultrapassar 135 mil pagamentos por mês, enquanto a folha mensal de ativos do Estado vai computar 132 mil servidores.

DÉFICIT DO ESTADO

O Governo também informa que, em 2019, a despesa com a previdência do funcionalismo alcançará R$ 10,1 bilhões. Atualmente há uma insuficiência financeira (diferença entre contribuições e pagamentos) de R$ 6,3 bilhões para cobrir os gastos com aposentados e pensionistas do Estado. Sem a reforma, a previsão é que esta despesa ultrapasse R$ 9 bilhões por ano. Com as mudanças propostas, o déficit deve cair para R$ 2,5 bilhões.

Fonte: AN Notícias com PR UOL