Carregando...

Alerta!

logo Richa anuncia corte de mil comissionados e quatro secretarias - Notícias - AN Notícias Richa anuncia corte de mil comissionados e quatro secretarias - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 22 de Janeiro de 2021

SAIBA MAIS

Dia de São Vicente - Dia de Santo Anastácio -
27/09/2013 11h55

Richa anuncia corte de mil comissionados e quatro secretariasAnúncio faz parte de pacote de medidas de redução de gastos do Executivo

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O governador Beto Richa (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (27) a exoneração de mil funcionários comissionados e a extinção de quatro secretarias do governo estadual. Richa explicou que as quatro secretarias serão incorporadas a ou fundidas com outros órgão da administração estadual. O corte de comissionados, segundo ele, deve gerar uma economia de R$ 48 milhões por ano. A maior parte das alterações, porém, ainda precisa ser aprovada na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Os projetos de lei devem ser encaminhados para votação dos deputados na semana que vem. O anúncio foi feito durante entrevista ao PRTV 1ª Edição, na Rede Globo.

O anúncio faz parte do plano do governo estadual de apertar o cinto e economizar entre R$ 200 milhões e R$ 300 milhões até dezembro. A proximidade do fim de ano traz o fantasma do pagamento do 13º salário – já que o funcionalismo, que já consome quase metade do orçamento total do estado, terá que ser pago em dobro. A Agência de Notícias do Paraná(AEN), órgão oficial de comunicação do governo estadual, classifica a ação como a “primeira fase” de uma série de medidas para contenção de gastos. Outras ações devem ser tomadas até o fim do ano, segundo assessoria do governo.
 

Conforme o anúncio do governador, a redução do número de cargos comissionados no executivo estadual será 4.657 para 3.657 - uma queda de 21%, conforme números divulgados pela AEN. Deixarão de existir a Secretaria Especial de Controle Interno, a Secretaria de Corregedoria e Ouvidoria Geral, a Secretaria para Assuntos da Copa do Mundo de 2014 e a Secretaria de Turismo.

Outro anúncio foi a criação do Fundo de Gestão Pública (FG) que, na prática, será um bônus salarial aplicado a servidores com cargo de chefia. Segundo a assessoria do governo, o valor que será gasto com os bônus está contido na economia de R$ 48 milhões.

A pasta de Turismo será incorporada pela Secretaria da Cultura, que passará a se chamar Secretaria da Cultura e Turismo. Será criada a Controladoria Geral do Estado, para englobar as funções das extintas Secretaria de Controle Interno e Secretaria de Corregedoria e Ouvidoria Geral. Já a Secretaria para Assuntos da Copa do Mundo de 2014 será incorporada à Secretaria do Esporte.

O governo do estado também anunciou mudanças administrativas. O orçamento do estado, que atualmente é elaborado pela Secretaria de Planejamento, passará a ser feito pela Secretaria da Fazenda. A organização Ecoparaná, que elabora projetos de desenvolvimento sustentável na Secretaria de Turismo e era subordinada à Secretaria de Turismo, passará a responder à Secretaria de Planejamento, sob o nome de Paraná Projetos.

 

Fonte: Jornal Londrina

Galeria de Imagens