Carregando...

Alerta!

logo Técnica paranaense do plantio direto revoluciona agricultura mundial - Notícias - AN Notícias Técnica paranaense do plantio direto revoluciona agricultura mundial - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 18 de Julho de 2018

SAIBA MAIS

Dia dos Veteranos de Guerra - Dia da Coroação de D. Pedro - Dia do Trovador -
08/09/2013 11h05

Técnica paranaense do plantio direto revoluciona agricultura mundialTécnica criada por pesquisador americano foi aplicada em larga escala pela primeira vez nos Campos Gerais

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
Se a economia brasileira tem nos sucessivos recordes de produção de grãos um de seus pontos de sustentação, parte disso se deve a uma mudança radical ocorrida há quatro décadas nas técnicas de plantio do país. O sistema de plantio direto, nascido nos Estados Unidos mas radicado no Paraná, afastou o desastre das erosões, que fazia com que os agricultores perdessem mais de 20 toneladas de solo por hectare todos os anos.  

A técnica implantada nos Campos Gerais se disseminou de 1972 para cá, e hoje é usada na produção de 80% das commodities agrícolas brasileiras. O novo modelo foi fundamental para a expansão da fronteira agrícola brasileira para áreas antes consideradas inúteis para a cultura de grãos.

 

“Estamos em cima de arenito. A erosão tornava o plantio inviável e precisávamos de uma solução”, afirma Manoel “Nonô” Pereira, um dos pioneiros na aplicação do sistema no país. “Era comum ver todo o solo de uma propriedade ser levado pela chuva”, relembra.

 

Palha da última safra

 

Junto de Herbert Bartz e Frank Dijkstra, trio que revolucionou a agricultura nacional, Nonô foi aos Estados Unidos buscar ajuda para adaptar o solo a uma técnica que estava sendo experimentada no estado da Virgínia: ao invés de arar a terra, manter a palha da última safra na plantação. “Ninguém dava nada por nós. Éramos tachados de loucos até que a primeira minhoca aparecesse no meio daquela palhada”, explica o agricultor.

 

Elas apareceram alguns anos mais tarde – junto com um tratamento de pesticidas e adaptações de máquinas – referendando a saúde do solo e a eficiência do sistema, que nas décadas seguintes foi adotado no restante do país.


Fonte: Gazeta Maringá