Carregando...

Alerta!

logo Bruno Gagliasso faz registro na delegacia de ofensa racista contra a filha novamente  - Notícias - AN Notícias Bruno Gagliasso faz registro na delegacia de ofensa racista contra a filha novamente - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 17 de Dezembro de 2017

SAIBA MAIS

Dia de São Lázaro - Dia de São Franco de Sena -
27/11/2017 03h35

Bruno Gagliasso faz registro na delegacia de ofensa racista contra a filha novamente Criança de 4 anos foi ofendida em vídeo na internet

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O ator Bruno Gagliasso afirmou, na manhã desta segunda (27), que as ofensas racistas contra a sua filha Titi, feitas em um vídeo na internet, não ficarão impune. "Não vai ficar impune. A delegada foi bem clara pra mim: 'Bruno, ela cometeu um crime. Ela pode estar em qualquer lugar do mundo, ela vai ter que responder por isso", afirmou o ator. Segundo ele, a polícia já tem as informações sobre o endereço de Day e disse que ela já cometeu outros crimes. "Ela vai pagar por isso", garantiu o pai da criança.

O ator foi à Cidade da Polícia, na Zona Norte do Rio, fazer o registro na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). Neste domingo (26), a brasileira Day Mcarthy, que se define como escritora e mora no Canadá, publicou um vídeo na internet no qual faz comentários ofensivos sobre a menina de 4 anos.

O ator também pediu que todas as pessoas que tenham se sentido ofendidas, prestem queixa na delegacia. "Isso acontece todo dia. Cabe a gente, todo mundo que se sentiu ofendido, que quer fazer a diferença no mundo, de fato, fazer, falar. É muito importante que todo mundo que se sentiu ofendido venha e preste queixa", disse Bruno.

Titi foi adotada por Bruno e pela mulher dele, a também atriz Giovanna Ewbank, no ano passado, depois de uma viagem ao Malawi, no Sul da África. Para Bruno, a própria filha vai saber se defender quando estiver mais velha. "Mais tarde, ela vai ter a força suficiente e vai ter a inteligência suficiente pra fazer o que eu estou fazendo aqui e eu vou vir acompanhar. Não foi a primeira vez, não sei se vai ser a última. Obviamente não será, mas ela vai ser forte, vai ser instruída a isso", completou. Bruno também agradeceu o apoio que está recebendo dos fãs, da família e dos amigos.

 

Essa não foi a primeira vez que Day Mcarthy ofendeu artistas e filhos deles com postagens preconceituosas. Ofender alguém por causa da cor da pele é crime de injúria racial, e quem comete está sujeito a prisão de um a três anos. Segundo a polícia, mesmo morando fora, ela vai responder pelo crime de injúria racial e difamação em um processo aqui no Brasil.
 

Essa é a segunda vez que Gagliasso vai à DRCI em um intervalo de pouco mais de um ano. Em novembro de 2016, o ator também registrou outra queixa por racismo contra a filha.

Na época, comentários preconceituosos sobre Titi foram escritos em uma foto postada por Giovanna Ewbank nas redes sociais.

 

Fonte: AN Notícias com G1

Galeria de Imagens