Carregando...

Alerta!

logo Homem que teve pênis cortado pela esposa segue na UTI, em Umuarama - Notícias - AN Notícias Homem que teve pênis cortado pela esposa segue na UTI, em Umuarama - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 24 de Junho de 2018

SAIBA MAIS

Dia Internacional da Ufologia -Dia das Empresas Gráficas - Dia do Caboclo - Dia do Disco Voador - Dia de São João -
03/11/2017 02h22

Homem que teve pênis cortado pela esposa segue na UTI, em UmuaramaO paciente segue consciente, orientado e teve o sangue reposto

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O homem que teve o pênis cortado pela esposa na noite de quinta-feira (2) em Umuarama segue internado na UTI do hospital Norospar. De acordo com o último boletim médico, emitido por volta das 11h30 desta sexta, a vítima perdeu bastante sangue e, por isso, segue na Unidade de Terapia Intensiva.

O paciente segue consciente, orientado e teve o sangue reposto. Existe previsão de que ainda hoje ele saia da UTI, mas siga internado.

Sobre supostas imagens da vítima com o órgão genital cortado, que circulam em redes sociais, o hospital se manifestou. “A Norospar faz questão de frisar que fotos que estão sendo veiculadas em grupos de WhatsApp não são do paciente que está internado em suas dependências. O hospital possui um rígido código de conduta interna, que proíbe veemente esse tipo de registro. Não faz parte do protocolo do hospital. A Norospar não vai encaminhar nenhuma informação que possa contribuir para o constrangimento do paciente e seus familiares”.

O crime

Um homem de 51 anos, residente na rua Ricardo Márcio dos Santos, no Jardim Cruzeiro, foi encaminhado pelo Corpo de Bombeiros ao hospital após ter o pênis ferido com um estilete.

A autora da agressão, esposa da vítima, tem 54 anos e não informou a motivação. Ela foi detida pela Polícia Militar e encaminhada à 7ª SDP.

Investigação

O delegado Fernando Ernandes Martins explica que a Polícia Civil recebeu a acusada do crime de mutilação e ela foi autuada em flagrante por lesão corporal grave. A mulher permanece presa à disposição da justiça.

Em seu depoimento, a esposa fez uso do direito de permanecer em silêncio. “O que sabemos inicialmente é que seria um caso de desentendimento entre o casal”, disse o delegado.

Sobre informações de que a mulher faria uso de medicamentos psiquiátricos, o fato ainda será averiguado. Testemunhas, como familiares e amigos do casal, serão ouvidas pela polícia.

Fonte: AN Notícias com O Bemdito

Galeria de Imagens