Carregando...

Alerta!

logo O atentado contra o juiz de Umuarama, Jail Azambuja, de 37 anos, na semana passada, resultou na prisão de 47 pessoas envolvidas com contrabando na região Noroeste do Paraná nesta terça-feira  - Notícias - AN Notícias O atentado contra o juiz de Umuarama, Jail Azambuja, de 37 anos, na semana passada, resultou na prisão de 47 pessoas envolvidas com contrabando na região Noroeste do Paraná nesta terça-feira - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 21 de Janeiro de 2021

SAIBA MAIS

Dia Mundial da Religião - Dia de santa Inês -
04/03/2008 23h22

O atentado contra o juiz de Umuarama, Jail Azambuja, de 37 anos, na semana passada, resultou na prisão de 47 pessoas envolvidas com contrabando na região Noroeste do Paraná nesta terça-feira 44 policiais militares e civis são presos por contrabando no Paraná.

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
O atentado contra o juiz de Umuarama, Jail Azambuja, de 37 anos, na semana passada, resultou na prisão de 47 pessoas envolvidas com contrabando na região Noroeste do Paraná nesta terça-feira (4). Dentre os presos estão 35 policiais militares, 9 policiais civis, o vereador Valdecir Prevital de Ivaté, o vereador Percival Pretti de Cruzeiro do Oeste e o vice-prefeito da cidade de Alto Paraíso, Dinei Gregianin. Com tantos policiais presos, batalhões de algumas cidades ficaram vazios nesta terça-feira (4), segundo informações do telejornal ParanáTV. Em Umuarama foi preciso convocar às pressas policiais que estavam de férias ou de licença. O grupo é acusado de contrabando e descaminho, facilitação de contrabando e de formação de quadrilha. Uma revendedora de carros também foi fechada em Umuarama e 60 carros foram apreendidos. Três pessoas continuam foragidas, o dono da loja de carros - suspeito de ser o chefe da quadrilha, um outro empresário e um policial militar. Os presos passaram o dia prestando depoimentos. Eles vão ficar detidos durante um mês A revendedora de carros de Umuarama, segundo a polícia, era usada para lavagem de dinheiro. A quadrilha era especializada em contrabando de cigarros e eletrônicos. A operação, chamada de “Força Unida”, teve a participação de 120 policiais militares e civis e 46 policiais federais. Os 50 mandados de prisão foram expedidos pela Justiça Federal de Maringá (Noroeste). Destes, 47 foram cumpridos. Também foram finalizados 51 mandados de busca e apreensão. A ação aconteceu nas cidades de Umuarama, Icaraíma, Iporã, Ivaté, Cianorte e Cruz do Oeste, todas na região Noroeste. Início da operação Uma equipe da Polícia Federal (PF) de Curitiba viajou para Umuarama, na manhã de sexta-feira (29), para proteger o juiz Jail Azambuja e a família dele, além de investigar os motivos do atentado. No fim de semana, a polícia prendeu dois suspeitos de terem atirado contra o juiz Azambuja. Durante as investigações do atentado, uma testemunha citou vários nomes e descreveu o funcionamento da quadrilha de contrabandistas. Com isso, a polícia suspeita que o grupo tenha ligação com a tentativa de assassinato contra o juiz. Os nomes dos policiais presos não foram divulgados.
Fonte: Gazeta do Povo

Galeria de Imagens