Carregando...

Alerta!

logo O jogo bruto nos bastidores da PM-PR - Notícias - AN Notícias O jogo bruto nos bastidores da PM-PR - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 22 de Maio de 2019

SAIBA MAIS

Dia de Santa Rita de Cássia - Dia Aviação de Patrulha - Dia do Abraço - Dia do Apicultor - Dia do Talento -
25/04/2019 09h45

O jogo bruto nos bastidores da PM-PRA eleição realizada ontem na AMAI (Associacão dos militares ativos, inativos e pensionistas da Polícia Militar do Paraná) está rendendo

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Um jogo marcado por acusações mútuas, perseguições, traições e ranger de dentes. A eleição realizada ontem na AMAI (Associacão dos militares ativos, inativos e pensionistas da Polícia Militar do Paraná) está rendendo mais do que especulações decorrentes do pleito eleitoral.

A abertura de um Inquérito Policial Militar, pelo atual Comandante-Geral, coronel Pericles de Matos, contra o ex-Comandante Coronel Mauricio Tortato, abriu um conflito entre o alto comando e as demais associações e oficiais da Reserva Remunerada. Na tropa, a ação também soou muito mal, pois Tortato guarda muitos admiradores na ativa.

O inquérito seria para apurar irregularidades denunciadas pelo presidente da AMAI, Cel Furquim. Ocorre que todas as denúncias são “requentadas”. Todas as queixas do Presidente da associação já haviam sido objetos de apuração pelos Promotores de Justiça do Patrimônio Público e pela Justiça Militar Estadual, sendo arquivadas ha mais de um ano, por improcedência.

 

O tempero – ou destempero – da história, é que para presidir o Inquérito, o Comandante-Geral designou o Cel Elio de Oliveria Manoel, atualmente afastado da PM para exercer cargo comissionado no DEPEN.

O Coronel Élio é antagonista histórico do Cel Tortato e ligado à diretoria da AMAI e, portanto, suspeito para conduzir qualquer processo.

Segundo as fontes ouvidas, diante da explícita perseguição ao ex-comandante, que alega abuso de autoridade na instauracao de processo ja analisado pela Justiça, é garantido que o Cel Péricles instaurou o inquérito mas não irá solucioná-lo, pois as associações pedirão providências imediatas ao Governador do Estado, que sabe-se não nutrir simpatia pelo Coronel Élio.

Fonte: AN Notícias com Blog Fábio Campana

Galeria de Imagens