Carregando...

Alerta!

logo Pai de adolescente que atirou contra colegas em escola estadual é preso - Notícias - AN Notícias Pai de adolescente que atirou contra colegas em escola estadual é preso - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 27 de Novembro de 2020

SAIBA MAIS

Dia Nacional do Combate ao Câncer - Dia da Infância - Dia de São Máximo e Dia do Técnico de Segurança no Trabalho -
29/09/2018 05h41

Pai de adolescente que atirou contra colegas em escola estadual é presoO pai do jovem que atirou contra os colegas em uma escola estadual de Medianeira foi preso

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
O pai do adolescente que atirou nos colegas em uma escola de Medianeira, no oeste do Paraná, foi preso nesta sexta-feira (28) por porte ilegal de arma e omissão de cautela. O homem está detido na cadeia pública da cidade.

Dois adolescentes foram transferidos da cadeia pública na noite de sexta para o Centro de Socioeducação (Cense) de Foz do Iguaçu. Um é suspeito de realizar os disparos e outro por dar suporte ao ataque.

Vítimas de ataque em escola de Medianeira

Dois jovens foram atingidos durante o ataque. Um deles ficou gravemente ferido na coluna e foi encaminhado para o Hospital do Trabalhador, em Curitiba. O outro, de 17 anos, sofreu um ferimento de raspão na perna.

Segundo assessoria, o jovem que está internado na Capital apresenta um quadro estável, está lúcido e que ainda não há previsão de alta. Ele não apresenta indicação de tratamento cirúrgico no momento, segundo avaliação da equipe de ortopedia.

Jovem dispara contra colegas em escola do Paraná

Um estudante, de 15 anos, entrou armado em uma escola estadual e atirou contra os colegas dentro da sala de aula na manhã desta sexta-feira (28) em Medianeira, no oeste do Paraná.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o jovem usou uma garrucha - arma de cano curto- que pertence ao seu pai para atirar. Além da arma de fogo, os policiais também encontraram muitas munições, uma faca, bombinhas, e até uma bomba caseira, com o adolescente.

Plano para matar colegas de escola

Durante o depoimento, o atirador e o amigo confessaram que sairam de casa decididos a atirar em mais de cinco alvos e que esperaram a porta da sala de aula ser fechada para dar início à ação. O plano inicial era tirar da sala de aula aqueles que não deveriam ser feridos para só então jogar a bomba caseira e atirar contra os alunos. No entanto, na manhã desta sexta, eles não chegaram a usar a bomba, após retirarem alguns alunos da sala de aula, um deles já começou a atirar com a arma de fogo enquanto o que estava com a faca ficou paralisado.


Fonte: AN Notícias com RICPR