Carregando...

Alerta!

logo Em um mês, fiscalização do TCE percorre 6.600 km no Paraná - Notícias - AN Notícias Em um mês, fiscalização do TCE percorre 6.600 km no Paraná - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 19 de Abril de 2021

SAIBA MAIS

Dia Nacional do Índio - Aniver. da Organização Internacional do Trabalho e Dia do Exército -
19/07/2016 04h18

Em um mês, fiscalização do TCE percorre 6.600 km no Paraná23 servidores do órgão de controle visitaram 11 municípios, para fazer auditorias presenciais

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

Seis mil e seiscentos quilômetros. Extensão, em linha reta, entre Curitiba e Havana, capital de Cuba. Ou entre a capital paranaense e a Cidade do Cabo, na África do Sul, cruzando o Oceano Atlântico de oeste a leste. A distância de 6.600 quilômetros foi percorrida pelas equipes integradas que executam o Plano Anual de Fiscalização do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) em apenas um mês.

Entre 8 de junho - data de início das fiscalizações in loco do PAF 2016 - e 8 de julho, 23 servidores do órgão de controle visitaram 11 municípios, para fazer auditorias presenciais, em três áreas essenciais da gestão pública: saúde, educação e despesas com pessoal relativas às folhas de pagamento das prefeituras.

Os 11 municípios visitados no período representam 15% dos 73 selecionados para as auditorias integradas nessas três áreas. Os demais 62 estão sendo auditados entre os meses de julho e setembro. No total, o PAF 2016 executará fiscalizações em 100 cidades, número que representa um quarto das 399 administrações municipais paranaenses ao longo do ano. A meta do Tribunal de Contas é, no período de quatro anos (equivalente a uma gestão de prefeito e vereadores), enviar equipes de fiscalização a todos os municípios do Estado. O objetivo segue orientação da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).

Em apoio ao trabalho de campo, a equipe de suporte logístico, baseada na sede do TCE, em Curitiba, já enviou mais de 200 ofícios às administrações municipais selecionadas para o PAF 2016. As comunicações oficiais tratam da apresentação da auditoria, solicitação de informações, designação de equipes e comunicação das datas de visita dos técnicos.

 

PAF 2016

O PAF 2016 está fiscalizando cinco áreas prioritárias da administração municipal: saúde (análise dos repasses de dinheiro público a hospitais privados no atendimento de média e alta complexidade); educação (universalização do acesso à pré-escola para crianças a partir de quatro anos e ampliação do acesso à creche para crianças até três anos); despesa com pessoal (folha de pagamento e regimes próprios de previdência social); estrutura e governança dos sistemas de TI; e financiamentos repassados por organismos internacionais de crédito a municípios paranaenses.

Também foram incluídas fiscalizações determinadas em acórdãos dos órgãos colegiados do TCE-PR (Primeira e Segunda Câmaras e Tribunal Pleno). A fiscalização dos órgãos da administração estadual continuará sendo executada pelas Inspetorias de Controle Externo (ICEs) do Tribunal.  No total, o PAF 2016 envolve o trabalho de 40 analistas e técnicos de controle do Tribunal.

A edição deste ano do PAF traz uma série de inovações. "Vamos concentrar nosso esforço na verificação de áreas essenciais do atendimento à população", afirma Bonilha. Além do foco em temas estratégicos, o PAF 2016 também terá coordenação centralizada, integração de equipes multidisciplinares (formadas por advogados, contadores, economistas, engenheiros e outros profissionais) e ampliará o uso de indicadores de desempenho para avaliar a gestão pública.

Outra inovação do PAF deste ano é a possiblidade de o Tribunal de Contas firmar Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) com os administradores municipais, medida permitida pela Lei Complementar Estadual 194/2016, que alterou pontos da Lei Orgânica da corte. Já utilizado por outros tribunais de contas, esse mecanismo permitirá a correção mais rápida das falhas verificadas pelos técnicos na fiscalização. "O TAG dará mais efetividade ao trabalho do Tribunal", prevê Bárbara Marcelino Pereira, titular da Coordenadoria-Geral de Fiscalização, unidade que comanda a execução do PAF 2016.

Fonte: AN Notícias com TCEPR

Galeria de Imagens