Carregando...

Alerta!

logo PDT suspende Tabata Amaral e outros sete que votaram a favor da Previdência - Notícias - AN Notícias PDT suspende Tabata Amaral e outros sete que votaram a favor da Previdência - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 23 de Agosto de 2019

SAIBA MAIS

Dia da Injustiça - Dia do Aviador Naval e Dia do Patrulheiro Policial -
17/07/2019 12h11

PDT suspende Tabata Amaral e outros sete que votaram a favor da PrevidênciaLupi e os membros da Executiva nacional, a Comissão de Ética e de movimentos sociais se reuniram em Brasília

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O presidente  nacional do PDT, Carlos Lupi, anunciou nesta quarta-feira (17) a suspensão provisória da deputada federal Tabata Amaral, de São Paulo,  e dos outros sete parlamentares do partido que votaram a reforma da Previdência.

Lupi e os membros da Executiva nacional, a Comissão de Ética e de movimentos sociais se reuniram em Brasília para avaliar a instauração de processos disciplinares contra os membros suspensos. A expectativa é de que o processo dure entre 45 e 60 dias. Ao final do período, a direção nacional da sigla deve decidir se aplica ou não a expulsão.

O voto favorável dos deputados vai de encontro à posição oficial da legenda, que é declaradamente contra a proposta aprovada pelo Congresso. Os oito terão, no entanto, prazo para apresentação da defesa.

Durante a votação da PEC 6/2019, oito dos 27 deputados do partido que estavam presentes votaram a favor da reforma: Tabata Amaral , Alex Santana (BA), Subtenente Gonzaga (MG), Silvia Cristina (RO), Marlon Santos (RS), Jesus Sérgio (AC), Gil Cutrim (MA) e Flávio Nogueira (PI). Eles desrespeitaram o “fechamento de questão” – quando o partido se compromete a votar em bloco para determinada matéria e a decisão deve ser cumprida por todos sob risco de punição. A decisão do partido por votar contra a reforma foi tomada em março deste ano, em reunião do Diretório Nacional.

Fonte: AN Notícias com Veja

Galeria de Imagens