Carregando...

Alerta!

logo Prêmio valoriza experiências de inovação em saúde pública para fortalecer o SUS - Notícias - AN Notícias Prêmio valoriza experiências de inovação em saúde pública para fortalecer o SUS - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 27 de Novembro de 2020

SAIBA MAIS

Dia Nacional do Combate ao Câncer - Dia da Infância - Dia de São Máximo e Dia do Técnico de Segurança no Trabalho -
01/08/2016 07h36

Prêmio valoriza experiências de inovação em saúde pública para fortalecer o SUS

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
Os prêmios foram disputados em sete categorias: Políticas Públicas de Saúde - Redes de Atenção à Saúde; Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde; Formação em Saúde e Integração ensino-serviço-comunidade; Planejamento e Gestão em Saúde; Vigilância em Saúde; Tecnologias de Informação e Comunicação em Saúde; Tecnologias do Cuidado em Saúde Pública. 

A premiação dos 21 vencedores do 1ª Prêmio Inova Saúde Paraná marcou neste sábado (30) o encerramento do 3º Congresso Paranaense de Saúde Pública/Coletiva, realizado em Matinhos, no Litoral do Estado. O prêmio reuniu 513 trabalhos científicos voltados ao fortalecimento do SUS. O objetivo foi valorizar iniciativas de sucesso que vêm sendo realizadas no âmbito da saúde pública do Paraná. 

“Temos que dar mais espaço para a inovação em nossa área. Por isso, somos parceiros na promoção deste prêmio que incentiva cada vez mais nossos profissionais a buscarem soluções criativas para qualificar o SUS”, destacou o secretário estadual da Saúde, Michel Caputo Neto, que participou da premiação. 

Para o secretário, a excelência da equipe de saúde pública do Paraná é vista em cada um dos trabalhos apresentados. “Sem dúvida, contamos com os melhores profissionais de saúde pública do país. Se hoje temos avançado e se destacado em várias áreas, isso se deve a qualidade e ao comprometimento desta equipe valorosa que atua em nossa rede”, completou. 

Os 513 trabalhos inscritos na mostra reuniram experiências desenvolvidas em 122 municípios paranaenses. Do total de inscritos, 63 iniciativas foram pré-selecionadas para concorrer aos três primeiros lugares de cada uma das sete categorias do prêmio: Políticas Públicas de Saúde - Redes de Atenção à Saúde; Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde; Formação em Saúde e Integração ensino-serviço-comunidade; Planejamento e Gestão em Saúde; Vigilância em Saúde; Tecnologias de Informação e Comunicação em Saúde; Tecnologias do Cuidado em Saúde Pública. 

Vencedora na categoria Políticas Públicas de Saúde – Redes de Atenção à Saúde, a enfermeira Keullin Cristian Oliboni disse que é uma emoção muito grande ter o seu trabalho reconhecido em um evento deste porte. “Este prêmio demonstra que estamos no caminho certo e é um incentivo extra para que a gente faça ainda mais pelo bem estar da população”, revelou. 

Keullin apresentou a experiência do município de Laranjeiras do Sul na implantação de um projeto específico para a saúde do homem. Ela conta que, entre outras ações, foi definido que todas as seis unidades de saúde da cidade ficariam abertas também aos sábados para oferecer atendimento multidisciplinar à população masculina. 

“Isso teve um impacto muito positivo, pois ampliamos o acesso dos homens aos serviços de saúde. Hoje, por exemplo, recebemos em média 100 homens por sábado em cada unidade”, explicou a enfermeira. Segundo ela, a ideia surgiu em 2013, baseada na estratégia da campanha Agosto Azul do Governo do Estado. 

De acordo com o presidente do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (Inesco), João Campos, o prêmio mostrou que o Paraná tem uma vasta produção científica na área da saúde. “É preciso compartilhar o que está sendo feito aqui em nosso Estado. Com o apoio da Secretaria da Saúde, queremos perpetuar este prêmio e torná-lo um evento anual”, declarou. 

CONGRESSO - Promovido pelo Inesco em parceria com a Escola de Saúde Pública do Paraná, o 3º Congresso Paranaense de Saúde Pública/Coletiva reuniu mais de mil pessoas, entre gestores, profissionais de saúde, estudantes, pesquisadores e demais líderes do setor. Foram quatro dias de intenso debate sobre os rumos da saúde pública no Estado. 

A programação envolveu 48 oficinas temáticas, além de conferências, painéis de discussão, mesas redondas, lançamentos de livros e outras atividades. “É um encerramento de uma semana histórica para a área da saúde. Tivemos lançamento da campanha da vacinação contra a dengue, abertura de concurso público para contratação de servidores, lançamento do Plano Estadual de Saúde 2016-2019 e este congresso, que com certeza vai contribuir muito para a qualificação do SUS no Paraná”, resumiu o secretário. 
Fonte: AN Notícias com Agência de notícias do Paraná