Carregando...

Alerta!

logo Furacão Irma pode voltar para categoria 5 antes de chegar à Flórida - Notícias - AN Notícias Furacão Irma pode voltar para categoria 5 antes de chegar à Flórida - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 25 de Junho de 2018

SAIBA MAIS

Dia da Empregada Doméstica - Dia do Antinatal (satanistas) - Dia do Quilo - Dia do Imigrante -
09/09/2017 04h23

Furacão Irma pode voltar para categoria 5 antes de chegar à FlóridaEstado pede que mais de 5,6 milhões de pessoas deixem a região

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O furacão Irma deve voltar a ganhar força e ser reclassificado para a categoria cinco antes de atingir a Flórida, nos Estados Unidos, informou o National Hurricane Center, neste sábado (9). O fenômeno havia sido rebaixado para a categoria quatro na manhã de sexta-feira (8). 

As autoridades do Estado pediram para mais de 5,6 milhões de moradores deixarem a região onde o furacão deve passar durante o fim de semana.

O governador da Flórida, Rick Scott, emitiu um alerta severo para que os moradores se retirem se estiverem em zonas de desocupação.

— Nosso tempo está acabando. Se você está em uma zona de desocupação, precisa partir agora. Esta é uma tempestade catastrófica, como nosso Estado nunca viu.

 

O Irma já deixou pelo menos 21 mortos e um rastro de destruição em sua passagem pelo Caribe. 

Na madrugada deste hoje, o fenômeno atingiu o norte de Cuba com fortes ventos, de cerca de 209km/h, e muita chuva.

Cerca de um milhão de cubanos já deixaram suas casas para buscar um abrigo seguro por conta da passagem do furacão pela ilha, informam os canais oficiais do governo.

Cuba tem cerca de 11 milhões de pessoas e a área norte e noroeste do país são as mais afetadas pela passagem do fenômeno.

Já há danos relatados, especialmente, no arquipélago de Camaguey. No entanto, por conta de um mega plano de evacuação, até o momento, não há informações de vítimas ou feridos no local.

O furacão também atingiu as Bahamas e foram relatados inúmeros danos às casas e aos prédios públicos.

Fonte: AN Notícias com R7