Carregando...

Alerta!

logo Mutuários de casas próprias em Jandaia do Sul estão sendo responsabilizados por ações trabalhistas - Notícias - AN Notícias Mutuários de casas próprias em Jandaia do Sul estão sendo responsabilizados por ações trabalhistas - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 17 de Maio de 2021

SAIBA MAIS

Dia Internacional das Telecomunicações -
12/03/2016 01h20

Mutuários de casas próprias em Jandaia do Sul estão sendo responsabilizados por ações trabalhistasO problema que ao final da construção das 227 residências, trabalhadores não receberam os salários

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto
Um grupo de 227 famílias de Jandaia do Sul, através da associação de moradores,  assinou contrato de plano associativo com a Cohapar em que se responsabilizava pela contratação de funcionários, compra de materiais e de fazer vistorias periódicas na obra, a questão foi que os futuros moradores das casas não foram avisados do que se tratava exatamente o contrato.
O grupo achou que era apenas a cessão do imóvel, uma espécie de escritura, os diretores da Cohapar disseram que necessitaria se formar uma associação e que todos assinassem apenas a título de "pro forma".

O problema que ao final da construção das 227 residências, trabalhadores não receberam os salários, e ingressaram com ação trabalhista contra a associação dos moradores. As casas já estão prontas e a Caixa Econômica Federal, financiadora do projeto, não libera a entrega das chaves enquanto não se resolver a questão na justiça do trabalho, disse André Fermiano, um dos contemplados com a casa própria.

Em fevereiro passado o prefeito de Jandaia do Sul, Ditão Pupio, convocou  representantes do escritório regional da Cohapar de Apucarana, Sergio Luis Bolonhezi e Ricardo Lima, para que agilizassem a entrega das casas do Jardim das Palmeiras. Os diretores disseram que estava tudo caminhando bem para a entrega, inclusive com uma cerimônia que contaria com a presença do governador Beto Richa, porém nenhuma movimentação concreta ocorreu para a finalização do problema causado pela própria instituição.

Os mutuários planejam para este domingo a partir das 13h30 uma manifestação no local, que fica a margem da BR 376, no sentido à Apucarana, para chamar a atenção das autoridades, eles também temem que as casas sejam invadidas. Como houve a promessa da entrega pela Cohapar, muitos encerraram seus contratos de alugueis onde estavam residindo, e estão prestes a serem despejados e não tendo para onde ir.
Fonte: AN Notícias com Maringá Manchete

Galeria de Imagens