Carregando...

Alerta!

logo Reitor diz que “UFPR não é casa da mãe Joana” sobre palestra cancelada de Dallagnol - Notícias - AN Notícias Reitor diz que “UFPR não é casa da mãe Joana” sobre palestra cancelada de Dallagnol - Notícias - AN Notícias

Apucarana, 15 de Julho de 2024

SAIBA MAIS

Dia da Descoberta da Foz do Iguaçu - Dia Nacional dos Clubes - Dia do Propagandista de Laboratório -
19/11/2023 04h38

Reitor diz que “UFPR não é casa da mãe Joana” sobre palestra cancelada de DallagnolEle disse ainda que "tristeza dos que usam sua universidade como bucha de canhão para extremistas da política, das redes e da mídia"

Diminuir texto Diminuir texto Diminuir texto

O reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Ricardo Marcelo Fonseca, se manifestou neste sábado (18) pela rede X (antigo Twitter) sobre o imbroglio envolvendo o deputado cassado Deltan Dallgnol (Novo-PR) que alegou censura após cancelamento de palestra que ele iria dar na faculdade de Direito. “Resumo da controvérsia que envolveu a liberação do auditório da UFPR: Estudantes de extrema direita requerem – erradamente – evento com pré-candidato a prefeito no Salão Nobre sem pedido de professor responsável – requisito sempre exigido, já que a UFPR não é casa da mãe Joana”, afirmou o reitor.

“Saldo: tristeza dos que usam sua universidade como bucha de canhão para extremistas da política, das redes e da mídia. E tristeza dos que, já tendo pertencido à nossa comunidade, não mostram qualquer respeito por ela. Pensando bem, não surpreendeu”, completou o reitor. Ele ainda criticou Dallagnol por fake news: “O pré-candidato, flertando com “fake news”, coloca o link de evento que lhe pareceu “pornográfico”, dando a entender que foi na UFPR (quando foi na Bahia), enquanto o evento dele “não pode”. Nas redes, senador ex-juiz faz dobradinha com o ex-deputado, agora ex-palestrante”.

 

 

Deltan Dallagnol iria dar uma palestra com o tema “A Liberdade de Expressão e Combate à Corrupção”, no auditório nobre do prédio central da UFPR, no Centro. “A democracia é relativa? Fico decepcionado ao ver o autoritarismo e a fiscalização do pensamento chegarem até mesmo na UFPR, minha própria universidade. Se na academia não é possível mais debater ideias porque a esquerda tomou conta, onde será?”, questionou ele, na plataforma X (antigo Twitter), nesta sexta-feira (17).

O ex-procurador da Operação Lava-Jato ainda cutucou o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, ao marcá-lo em outro post no X e reclamar que foi censurado. “A direção da Universidade Federal do Paraná me censurou”, afirmou ele, em um vídeo no X. “Não vamos nos calar. Vamos mostrar que as universidades não são da esquerda! Faça sua voz ser ouvida e cobre os perfis @ricardo_marcelo e @UFPR”.

Em outro post, Dallagnol ironizou: “Dança erótica das travestis na universidade pública? Pode! Palestra minha sobre liberdade de expressão na UFPR? Não pode!”.

Fonte: AN Notícias com Bem PR