Carregando...

Alerta!

logo SERÁ QUE ESSE BRASIL AINDA  TEM JEITO ? - Cláudio Silva - Colunistas - AN Notícias SERÁ QUE ESSE BRASIL AINDA TEM JEITO ? - Cláudio Silva - Colunistas - AN Notícias

Apucarana, 24 de Junho de 2018

SAIBA MAIS

Dia Internacional da Ufologia -Dia das Empresas Gráficas - Dia do Caboclo - Dia do Disco Voador - Dia de São João -
Escolha um colunista:
Cláudio Silva
Educação
Ex-secretário de Educação em Apucarana e ex-presidente da UNDIME-PR. É proprietário da Escola Nossa Senhora da Alegria e Colunista do AN Notícias e Jornal Apucarana Notícias.
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, pois o Site e Jornal Apucarana Notícias pode não comungar com as mesmas ideias.
13/10/2015 12h02

SERÁ QUE ESSE BRASIL AINDA TEM JEITO ?

Metralha
SERÁ QUE ESSE BRASIL AINDA  TEM JEITO ?
“Se o homem vier a perder o seu espírito, perderá tudo.”  (M. Quoist)

*Por Cláudio Silva
 
Observamos durante uns três meses uma série de expressões populares sobre a crise brasileira em diversos lugares públicos. Algumas relataremos aqui. O que se ouviu, além da expressão título da presente crônica, foi mais ou menos o seguinte:  “Já perdi as esperanças de um dia ver o Brasil no rumo certo!”; “Acho que brasileiro já nasce com algum defeito no DNA, que o leva sempre para o lado errado”; “ Veja esse Congresso, de Petrolão a Lava Jato, contas na Suíça, e as coisas não vão parar por aí ” ;“Quando achamos que já vimos tudo, surge sempre um fato novo”; “ De norte a sul, governadores, prefeitos, vereadores, auditores, esse pessoal tem uma capacidade incrível de superação que impressiona” ; “Quem puder que vá embora, porque isso aqui não tem mais jeito não”; “  E quem paga é sempre o povo,o  IPTU foi lá nas alturas, e com ele o IPVA, telefone,  água, e a luz? Santo Deus! E a gasolina então, cartão de crédito,e vem aí a CPMF, dói só de pensar” ; “Quem deveria nos representar, nos rouba na cara dura!”;  “Tudo o que esses políticos fazem é sempre prá atender seus próprios interesses, pode observar, por trás eles estão sempre levando alguma vantagem pessoal!”; “O cara entra lá pobre e em pouco tempo está com a vida arranjada!”

Algumas expressões curiosas, mas todas procurando traduzir o espírito do povo neste momento. A impressão é de que somos os piores dentre os piores, enquanto lá fora tudo vai bem. Porém, um rápido levantamento de dados  permite ver que em outros lugares também as coisas não andam tão bem assim. Que isso jamais venha a ser utilizado como conformismo diante das nossas mazelas, que são muitas e gravíssimas, frize-se, e exigem atitudes determinadas de todos os brasileiros conscientes. Mas, recordemos fatos que repercutiram no mundo todo, alguns bem recentes. Como o famoso escândalo da petrolífera francesa  Elf, no governo de François Miterrand (1981 – 1995), guardando muitas semelhanças com o caso Petrobrás, com fraudes, desvios de recursos, atos de corrupção envolvendo grandes nomes da política, inclusive  do próprio presidente e até do chanceler alemão à época, Helmut Kohl. E o que dizer da renúncia do presidente da  gigante japonesa Toshiba, após descoberta de que a empresa manipulou suas contas durante sete anos inflando lucros em mais de 1 bilhão de euros, protagonizando um dos maiores escândalos contábeis dos últimos tempos. Outro caso chocante veio à tona em  setembro deste ano, quando o governo dos Estados Unidos acusou a poderosa Volkswagen alemã de fraudar resultados em testes poluentes em seus veículos. Registre-se que a queima do diesel libera diversos gases poluentes na atmosfera, expondo as populações a um nível maior de resíduos cancerígenos, responsáveis pela morte de milhares de pessoas anualmente.A Volkswagen estava burlando isso ao fazer com que seus carros parecessem menos tóxicos do que realmente são. Fato tão grave que fez com que a chanceler alemã Angela Merkel fosse a público exigir transparência na apuração dos fatos, por ferirem diretamente a imagem do seu país.  E o que dizer da FIFA, antes modelo de instituição idônea? Atualmente, parte dos seus diretores está presa, inclusive com o afastamento do seu presidente Joseph Blater, do vice Michel Platini,  também presidente da UEFA, e do secretário geral Jérôme Valcke, acusados por atos de corrupção, que vão de extorsão a fraudes financeiras e lavagem de dinheiro.

Escândalos abalaram também a imagem do Vaticano, exigindo ações enérgicas do papa, principalmente no tocante ao banco da instituição e rumorosos casos de pedofilia. Vários outros fatos graves têm povoado o noticiário internacional, como o tratamento que tem sido dado por países da Europa às multidões em fuga de conflitos em seus países de origem. Além de atentados executados  por  grupos extremistas  em várias partes do mundo, crimes ambientais com grandes perdas de vidas e danos à natureza e outros.

Enfim, a crise ética e moral está presente em todos os quadrantes. O gênero humano parece estar enfermo. O mergulho no mundo da contemporaneidade e das tecnologias de ponta, paradoxalmente, parece também ter contribuído para distancia-lo da sua essência.  O pensador Michel Quoist já alertava nos anos 60 do século passado, “se o homem vier a perder o seu espírito, perderá tudo.” Dizia ele, “a nossa civilização está em perigo, não tanto em suas fronteiras geográficas, como nas fronteiras do coração humano. É preciso refazer o homem, para que o mundo seja refeito por ele.”

Pense Nisso!
 
(ANOTE ABAIXO A SUA MENSAGEM)
*Cláudio Silva é mestre em Educação, ex- Secretário de Educação de Apucarana-PR e ex- presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação-UNDIME/PR. Diretor da Escola Nossa Senhora da Alegria.

*LEIA TAMBÉM A CAMPEÃ DE ACESSOS  “AS RAPOSAS E O GALINHEIRO”
                                                                                                              (mais textos do professor poderão ser acessados no site Prof. Cláudio Silva Educacional)
Ficha Técnica: Estrutura: Jornalista Cláudia Alenkire Gonçalves da Silva – MTE 000 9817 /PR Revisão:  Psicóloga Mestranda USP Cláudia Yaísa Gonçalves da Silva.
 Referências:

Galeria de Imagens